O que significa ser importante para alguém?

Talvez a gente passe a vida toda tentando entender qual a importância de algumas pessoas na nossa vida. E talvez essa ficha só caia quando ela não estiver mais aqui. Semana passada perdi uma prima. Nossa, uma prima muito querida MESMO. Seria meio injusto se não falasse dela aqui, já que a mesma sempre me apoiou. Tínhamos planos pro meu canal, e consequentemente pro blog, mas infelizmente não deu. A vida nos deu uma rasteira que por aqui ficamos sem chão. Sem acreditar ainda no que aconteceu. 

E depois de tudo, acabei parando pra pensar que nós não fomos tão próximas quanto eu gostaria. Talvez se ela ainda estivesse aqui, continuaríamos sendo meio distantes, ou não. Talvez nos aproximássemos quando fôssemos gravar juntas. Mas enfim. O que ficou foi a saudade. Saudade da alegria que ela era, a vontade de ter conversado mais com ela, saudade do abraço, do carinho, das aulas de dança. Chega uma hora que a ficha cai, mas por aqui ainda não aconteceu. Talvez até tenha, mas tô tentando não acreditar, sabe?! Pra mim você só tá dormindo. Pra mim tudo isso é um pesadelo e qualquer hora sou eu quem vai acordar. 

O que penso desde quando você se foi é que mesmo distantes, a gente sabe a importância que cada um tem na nossa vida. Pode ser que você não sabia, o que eu acho difícil, mas eu te amava muito. E nossa, tava muito ansiosa pra nossas gravações. O que fica de lição é que devemos dar mais valor a quem tá por perto, ao invés de achar que o mundo é só problema atrás de problema. Aprender a ouvir mais o outro e escutar o que ele diz. Largar um pouco o celular quando estivermos conversando e olhar no olho pra entender. Você, minha prima, pode até ter ido, mas sua carisma, seu jeito, sua voz, sua presença, sua alegria, sempre vai estar por aqui. Obrigada por me ensinar tanto e, mesmo indo embora, continuar ensinando que a vida é leve, a gente é que complica. Que estarmos unidos é o que significa ser importante pra alguém. Que não precisa ter tudo, basta ser único. Basta ser você mesmo. Sempre.

Marina Alessandra

Marina Alessandra

Colecionadora de sonhos, estudante de Psicologia e dona desse blog aqui. Amante de música boa, fotografia e pela escrita, compartilha tudo que acontece no seu dia a dia através de suas redes sociais e pelo blog em forma de postagens e vídeos. Gosta de abraços apertados e atualmente está em um relacionamento sério com a Netflix e uma panela de brigadeiro.
Marina Alessandra

Últimos posts por Marina Alessandra (exibir todos)

5 comments

  1. Que texto lindo! Que Deus conforte o seu coração e de todos os seus familiares, não consigo nem imaginar o tamanho desse sentimento 🙁

    Beijos e fique com Deus.

    somehowme.blogspot.com.br

  2. Que saudade dos seus textos Ma, sinto muito pela sua prima, tenho certeza que ela está em um lugar muito melhor agora. Sinto muito essa sensação em relação à algumas pessoas, queria ser mais próxima mas por alguns motivos ou pela falta de tempo mesmo, me sinto impedida, sabe? Isso deixa um grande vazio em mim e uma vontade constante de mudança. Mas Deus sabe o que faz, e ele está guiando nossos passos! ❤

    http://www.kailagarcia.com

  3. Nossa, Marina! Tô bem emocionada com o seu texto. Imagino a dor de perder alguém da família, ainda mais tão cheia de planos, tão cheia de vida. Sinto muito pelo que aconteceu. Sei que é clichê dizer isso, mas o tempo realmente é o único capaz de curar todas as feridas. Já faz um tempinho que aprendi essa lição de dar valor em quem corre do nosso lado (minha avó sofreu um acidente e quebrou o pescoço, por pouco não faleceu). Hoje procuro deixar bem claro pras pessoas os meus sentimentos por elas e busco também aproveitar a companhia delas ao máximo. Porque afinal de contas essa é a vida né? É amor.
    Beijos ♥

    claramenteinsana.com

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *