Não quero alguém que me complete

De uns tempos pra cá fiquei mais exigente, não foi uma coisa planejada confesso, foi uma coisa que aconteceu naturalmente, comecei a ser mais seletiva, prestar mais atenção no que eu quero de verdade, nas pessoas que estão ao meu redor, em quem eu quero que permaneça na minha vida e em quem não quero, comecei a exigir o melhor, só aceitar o melhor, nada mais de gente vazia, que não me soma em nada, cansei desses amorezinhos de quinta que você encontra quando está desesperada para amar alguém. Não quero mais alguém pra me completar, quero alguém pra me transbordar. Sabe aquela expressão “Comigo é oito ou oitenta”? Comigo não. Eu sou oitenta.

Não consigo amar pela metade, não nasci pra ser metade, só sei sentir tudo de uma única vez entende? Quero alguém que também esteja completo, mas isso não significa que quero alguém perfeito, quero alguém que vá expandir meus limites, alguém que não seja parte dessa geração idiota que se faz de desinteressado quando na verdade não está, que demora a responder de propósito, se faz de difícil, e acaba perdendo oportunidades por conta disso, eu quero alguém que vai me ligar depois das onze, que vai me fazer querer sair pulando e dançando por aí, alguém que me faça sentir que posso fazer tudo o que eu quiser nessa vida, quero alguém completo e seguro de si.

Não sigo essa cartilha que diz que tenho que esperar dois dias para enviar uma mensagem, depois esperar mais dois dias para responder e mais três meses pra dizer que gosto. Eu não nasci pra ser garoa, nasci pra ser furacão. Sou inteira demais pra aceitar um amor pela metade, e é por isso que a partir de agora vai ser assim, não me permito nunca mais aceitar um amor bosta. Se for pra me completar, nem venha, já sou completa demais, mas se for pra viver o lado mágico da vida comigo, sem se importar com o amanhã, as portas estão abertas, e fique logo sabendo que eu quero uma conexão verdadeira, e não esse lenga-lenga de almas gêmeas, felizes para sempre, nasceram um para o outro ou coisa parecida, pode me mandar textão, áudio de cinco minutos, pode me ligar de madrugada, bater na minha porta tarde da noite, não tenha medo de mostrar interesse e muito menos tenha medo da sua intensidade, as desilusões existem sim, mas se por algum motivo os corações forem partidos, pode ter certeza, depois de um tempo, lá estão eles recomeçando como faísca.

Pode vim fazendo barulho.

Por: Amanda Barros

Comente com Facebook
Marina Alessandra

Marina Alessandra

Colecionadora de sonhos, estudante de Psicologia e dona desse blog aqui. Amante de música boa, fotografia e pela escrita, compartilha tudo que acontece no seu dia a dia através de suas redes sociais e pelo blog em forma de postagens e vídeos. Gosta de abraços apertados e atualmente está em um relacionamento sério com a Netflix e uma panela de brigadeiro.
Marina Alessandra

Últimos posts por Marina Alessandra (exibir todos)

23 comments

  1. Your withdrawal bleed usually comes a couple of days after the last pill. But because you’re taking new hormones, your body will take some time to get into the swing of things and may skip a couple of bleeds or reduce amount/time of bleed.. . If you want to skip the bleed for a holiday or something, keep taking the next pack straight after the last one. Won’t do any harm.. . Of course if there’s a chance you’re pregnant this could also be a cause. A visit to the doctor will help you out either way.

  2. It’s the best time to make some plans for the
    future and it’s time to be happy. I’ve read this post and
    if I could I wish to suggest you few interesting things or tips.

    Maybe you can write next articles referring to this article.
    I want to read even more things about it! http://bing.net

  3. Você está certíssima. Eu tenho bastante dificuldade com esse assunto de relacionamentos porque namoro a mesma pessoa há 8 anos e meio, desde os meus 16 anos. Uma coisa que percebi durante esse tempo todo foi que a gente é diferente demais. Nós começamos a namorar por termos muita coisa em comum, o que é meio irônico, porque naquela época o tudo era música e comida, pelo jeito, hahaha. Quando li seu título, logo pensei que nós temos que ser completos sem precisar de outra pessoa. Uma outra pessoa, como você disse, tem que vir para impulsionar outras tantas coisas boas. E eu super concordo com a questão de poder ser aberto sem fazer joguinhos. Às vezes eu penso que jamais poderia ser solteira de novo porque teria muita preguiça da forma com a qual muita gente encara os relacionamentos hoje em dia. O ponto principal sempre vai ser nós vivendo sendo nós mesmos.
    Que você encontre uma pessoa linda! <3
    Beijos,
    Bru
    http://www.moderando.com

  4. Nossa, amei esse post! Tweetei ontem sobre isso, falando que não sou de ficar esperando pra responder mensagens, se eu to ali disponível pra responder, respondo na hora mesmo. Se for pra mandar áudio, eu mando mesmo, to nem aí se vai gostar da minha voz ou não. Eu sou impulsiva, faço muito as coisas por impulso, só penso nas consequencias depois, isso as vezes atrapalha, mas é meu jeitinho de ser né? Hahahaha! Como você escreveu “não nasci pra ser garoa, nasci pra ser furacão” 😉 Adorei, Amanda! Postei o link lá no Twitter.

    Beijos!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *