Foi você quem escolheu ir embora

A gente terminou. Ponto. Fim. Foi você que escolheu ir embora e agora vem aqui todo miudinho querendo atenção? Não. Tchau. Eu refiz minha vida, minhas amigas agora nem gostam mais de você, não dá. Não dá pra você vim fazer showzinho agora depois de tudo o que aconteceu. Eu n-ã-o quero mais, entendeu? Nossa história tá enterrada. Aquelazinha lá que você namorou não existe mais. Nossa história não existe mais. Cansei de suas promessas que sempre tinha na ponta da língua toda vez que a gente terminava. Você não as cumpriu antes e não vai cumprir agora.

Ah desculpe, mas agora você vai me ouvir. Não adianta cartões, mensagens ou se você fica aqui no sol quente esperando que eu abra a porta pra você. Sabe quantas noites eu fiquei chorando vendo suas fotos com aquela lá? Sabe quantas vezes você ignorou minhas mensagens? Você sabe? Tem ideia? Não, né?! Agora que tá sozinho tá achando que é só chegar aqui que eu vou cair nos seus braços? Meu amor, eu superei. Eu te superei. Não sou mais aquela garota boba que acredita fácil no que vocês – homens – falam. Na verdade em ninguém. Então me faz um favor e vai embora daqui. Não adianta ajoelhar e me pedir pra voltar. Vou precisar pegar um papel pra desenhar isso? E não pensa que com esse texto todo eu vou lembrar de tudo e começar a chorar de novo, porque isso não vai acontecer. Só tô lembrando pra te lembrar o quanto você foi escroto e o quanto me fez sofrer. Foi você que escolheu terminar, você que foi embora. Sem mais nem menos, me deixou ali na casa dos meus tios totalmente sozinha, e eu tive que fingir pra todos que tava tudo bem. 

Então aproveita e fica aí curtindo a vida adoidado”, como costumava colocar nas suas legendas quando me deu um pé na bunda. Eu não tô mais disponível pra você. Estou em um relacionamento sério com meus amigos, minha faculdade e eu mesma. Então levanta e te recompõe. Não adianta chorar, sou prova viva de que a gente não chora sangue (e minha mãe costumava sempre me lembrar disso!). Então tá, boa sorte aí na tua vida. Foi você quem escolheu ir embora e eu não tenho nada a ver com isso. Adeus.

Comente com Facebook
Marina Alessandra

Marina Alessandra

Colecionadora de sonhos, estudante de Psicologia e dona desse blog aqui. Amante de música boa, fotografia e pela escrita, compartilha tudo que acontece no seu dia a dia através de suas redes sociais e pelo blog em forma de postagens e vídeos. Gosta de abraços apertados e atualmente está em um relacionamento sério com a Netflix e uma panela de brigadeiro.
Marina Alessandra

7 comments

  1. Olá, Marina. Tudo bem?
    Texto forte e carrega de sinceridade, hein?! A verdade é que muitas pessoas vão nos deixar e só depois terão consciência do que perderam. Esse texto é maravilhoso, pois não há rodeios, é sincero e totalmente correto. Gostaria de ter tido esse posicionamento há alguns anos, porém aprendi a ser assim, não temer machucar os outros com a verdade, quando eles já haviam me ferido tanto.

    Enfim, até mais.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *