Dica de série: How to get away with murder

Toda vez que assisto algo incrível (ou não) eu sinto vontade de mostrar/contar pra vocês. Porque eu acho que é muito legal compartilhar uma opinião real sobre determinado assunto, né? Então com essa série não seria diferente. Terminei a segunda temporada no finalzinho de Fevereiro e confesso que só não devorei essa série num dia, porque eu tinha outras coisas pra fazer, sério. HAHAHAHAH Mas antes de contar detalhadamente minha opinião sobre ela, vamos ler a sinopse:

Michaela, Wes, Laurel e Patrick são ambiciosos calouros de Direito da prestigiada academia East Coast Law School, onde apenas os melhores alunos podem participar de casos reais. Eles competem entre si para conseguir a atenção da carismática e sedutora Professora Annalise Keating, na aula de Direito Criminal 1, também conhecida como “Como Se Livrar de Um Assassinato”.

A série é marcada pelo plot twist, existem diversos durante a história que vai sendo contada. Durante a mesma, existe o mistério principal, mas durante os episódios existem casos aleatórios que os alunos resolvem juntos com a professora e advogada, Annalise Keating e sua equipe. Não vou mentir que ao final de cada episódio, é impossível não querer ver o próximo. A série te prende de um jeito que não existe vontade de abandonar antes do final da temporada. É mais ou menos assim: eles começam o caso e você se sente o próprio advogado (a) assistindo e acompanhando junto com eles (risos), daí quando você analisa e acha que resolveu, Annalise vem e destrói toda sua teoria. HAHAHAHA

Os personagens são bem complexos e o mais incrível é que todos se encaixam, sabe? Cada um com sua peculiaridade. Isso vale também para os assistentes da Annalise, o Frank (maravilhoso, delicioso) e a Bonnie. O elenco é composto por atores fantásticos, onde são três negros, uma mexicana e homossexuais, o que é incrível pelo fato de mostrar essa diversidade e claro, o empoderamento da mulher representado muito bem pela Annalise, como personagem principal. Como disse Richard Lawson, em uma matéria sobre a série para a revista americana Vanity Fair: “Ver uma mulher negra comandar todas as cenas e ser o destaque de uma série não devia ser tão revolucionário quanto é, considerando que estamos em 2014, mas, bem, é.” Annalise Keating é uma advogada motivada, focada e muito admirada por seus alunos, além de sensual e manipuladora, a advogada está longe de ser imune a impulsos emocionais.

A série retrata muito bem também, assuntos que são considerados “polêmicos” como estupro, racismo, de uma maneira livre de tabus e ainda entra no “íntimo” da mulher, como a cena onde a Annalise aparece tirando sua peruca, sua maquiagem e os diversos outros adereços que usa como uma capa pra se fortalecer. Ali, vemos que ela é tão humana quanto qualquer um. 

O que eu gostei bastante mesmo foi o fato de os alunos aprenderem na prática, sabe? Acho que se um dia for professora, vou dar aula como ela: os alunos tem que vim preparados. HAHAAHAH Em cada caso que eles pegam, a gente vê tudo ali na prática e algo bem “por trás das cortinas”, porque você acompanha como cada caso será resolvido. O que eu achei bem massa mesmo pra quem é aluno de direito e quer saber mais ou menos como as coisas funcionam. 

A série começa com o desparecimento de uma aluna de Psicologia, Lila Stangard, e esse é o caso que se conectará todos os eventos do enredo central da primeira temporada. O mais louco é que por mais que muita coisa aconteça ao mesmo tempo, no final tudo se encaixa. E a história é contada misturada com passado, presente e futuro, onde tudo tem a ver. 

Enfim, pra encerrar, se você está procurando uma série com um trama que te prenda e te faça ficar quase louco tentando desvendar os mistérios, How to get away with murder é a série ideal. Você vai sentir amor e ódio por alguns personagens (mas pra quem vive assistindo série, isso é normal, né?!) e viver num mundo de assassinatos e sexo com algumas infrações nas leis. E aí, quem vai encarar? Nem preciso dizer eu AMEI, né? <3

Me contem aqui nos comentários se vocês ficaram afim de assistir ou se já assistiram. Que outras séries vocês também indicariam? Ó, só não vale spoiler, combinado? Vem, vamos conversar!

 Me encontre: Twitter | Instagram | Youtube | Facebook

Marina Alessandra

Marina Alessandra

Colecionadora de sonhos, estudante de Psicologia e dona desse blog aqui. Amante de música boa, fotografia e pela escrita, compartilha tudo que acontece no seu dia a dia através de suas redes sociais e pelo blog em forma de postagens e vídeos. Gosta de abraços apertados e atualmente está em um relacionamento sério com a Netflix e uma panela de brigadeiro.
Marina Alessandra

Últimos posts por Marina Alessandra (exibir todos)

5 comments

  1. Eu amo essa série! Achei a terceira temporada meio arrastada em alguns episódios, mas sigo adorando! A primeira temporada é MUITO boa, nossa, eu assisti em um final de semana hahaha! Foi tapa atrás de tapa. Mas, só uma coisa triste para quem faz direito no Brasil: eu assisto HTGAWM com o boy (que é advogado) e ele diz que a coisa não funciona aqui no Brasil como é mostrado na série, infelizmente hahaha (se fosse assim eu até repensaria minha escolha de carreira HAHAH)

    Beijo!

  2. Eu amo filme/série com plot twist <3 Até pensei em fazer Direito quando estava escolhendo meu curso, mas acho que seria sem condições pra mim. De qualquer maneira não era meu grande sonho, mas adoro jogar Criminal Case e ver esses filmes que tem investigação e tal. Acho que de tanto falarem nessa série, vou começar a assistir mesmo. E pra você que faz psicologia, é bem bom né? Tem essa série no Netflix? Porque eu lembro ver comerciais direto dessa série, acho que na Sony, não sei se teria ainda desde o primeiro episódio, por isso seria bom se tivesse no Netflix. Se souber, me fala 😉
    Beijos!

  3. Oi, Mari! =)
    Eu adoro HTGAWM, terminei a terceira temporada hoje mesmo, acredita? Você já viu? Se não viu, corre menina. Fiquei chocada, assim como em todos os outros episódios. A cena em que a Annalise aparece tirando a peruca e a maquiagem é demais pra mim </3
    Viola rainha demais, como eu amo! <3

    Beijos, quebrarosilencio.blogspot.com ❥

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *